UCHPHydrogen Production

Ultimate Cell Hydrogen Production

Unidades para produção de hidrogénio

Transição energética de alta eficiência.

O fabrico de equipamentos produtores de hidrogénio, para a utilização como optimizador de processos de combustão, incluída nas patentes, permitiu à ULTIMATE CELL®, e de forma auto-sustentada, um avançado desenvolvimento da produção de H2 a partir de Eletrólise Alcalina e Eletrólise por Membrana Protónica.
Isto permite hoje, alavancar, com elevada confiança técnica, outro tipo de projetos envolvendo produção de Hidrogénio, muito necessários e estratégicos para a gestão e transição energética, hoje essenciais em qualquer política de país desenvolvido.

A Ultimate Cell tem atualmente em desenvolvimento 3 projectos no âmbito da produção de Hidrogénio

HRS (H2 Refueling Stations)

Oil Cracking (Refinação de Petróleo)

P2G (Power to Gas)

HRS H2 Refueling Stations

Projeto em curso de fabrico de duas unidades contentorizadas para produção de hidrogénio para abastecimento de empilhadores e veículos logísticos a funcionar com fuel cells (HRS – Hydrogen Refueling Stations) nos EUA e para os quais é exigido um grau de pureza de 99,999%.
Para o efeito está a ser desenvolvido um contentor com resistência mecânica a furacões de categoria 3, com uma capacidade de produção unitária de 60Nm3 de H2 por hora, em parceria com a empresa americana Plug Power, líder em soluções limpas de hidrogênio e células de combustível com emissão zero. O prazo de entrega estimado é outubro de 2020.


Está em fase de avançada negociação a comercialização, após a sua customização, de mais 4 UCHP® de 1MW para instalações de HRS.


Oil Cracking Refinação de Petróleo

Outro projeto, também numa fase final de negociações, consiste em duas unidades UCHP® com capacidade de produção de 200Nm3 de H2 por hora (1MW) para aplicação na Refinação de Petróleo (Oil Cracking).


P2G Power to Gas

Produção Industrial de H2 oriunda da Energia Eólica e Fotovoltaica

Designámos por “Produção Industrial de H2 oriunda da Energia Eólica e Fotovoltaica” ao projeto que pretende atingir receitas a curto/médio prazo na escala do irrecusável. Este nosso projeto diferencia-se de todos os outros por alguns parâmetros que serão pela primeira vez introduzidos neste tipo de tecnologia.

Foi demonstrado que o P2G (Power to Gas) é uma área chave para a descarbonização e aumento da flexibilidade das redes energéticas de um País, pois tem o potencial de absorver energia elétrica proveniente de fontes renováveis, em períodos de excedente de produção, e transferir esta energia para momentos de elevado consumo, através da produção e armazenamento de hidrogénio verde.
Sendo o gás injetado na rede de Gás Natural proveniente de fontes renováveis, a emissão global de gases de efeito estufa será nula.

Um processo de P2G começa com a conversão de eletricidade em hidrogénio, a partir de eletrólise da água.
O hidrogénio gerado pode ser injetado nas redes de Gás Natural até uma percentagem volumétrica que varia de 2% a 15% do volume.

Em países com boa rede de Gás-Natural, como é o caso de Portugal e muitos outros na Europa, este tipo de aplicação é de alta viabilidade, pois permite a fácil alocação de energia renovável excedente, e retê-la na rede de distribuição de Gás-Natural, através do seu enriquecimento calórico.